A história da gaita de fole

Depois do texto contando um pouco sobre a experiência de construir uma gaita de fole, fiquei com vontade de escrever um texto sobre a gaita de fole contando a história dela para vocês! E eu tenho que admitir que até mesmo eu me surpreendi um pouco com a história dela, já que eu tinha certeza de que ela havia sido criada na Escócia, já que ela é praticamente um símbolo Escocês, mas não é bem assim... Vamos conhecer um pouco da história?

Bem, a primeira coisa que vamos conversar é sobre a origem da Gaita de Fole. Apesar de ser bem conhecida na Escócia, ela não foi criada lá, alguns estudiosos sugerem que ela foi criada no Egito, durante a Idade antiga!

Porém alguns outros estudiosos mostram que a Gaita de Fole pode ter sido criada pelos Romanos, e o mais interessante de tudo é que ela era utilizada para estimular os combatentes durante a guerra!

Para falar bem a verdade, não importa muito de onde veio a gaita de foles, por que no fundo todos nós sabemos que os únicos que conseguiram manter a tradição de tocá-la foram os Escoceses, e acabaram inclusive por transformá-la em um símbolo nacional!

E, para finalizar nosso artigo de hoje, vamos saber um pouco mais sobre os componentes da Gaita de Fole? O saco de ar que a compõe é feito de couro de carneiro, a parte que se parece com uma flauta chama Chanter e é responsável pelas notas musicais. Onde o músico sopra é chamado de blowpipe e logo acima do blowpipe temos o mouthpiece, que é um bico especial para soprar o ar. Já aqueles tubos que ficam próximos ao blowpipe são chamados de Drone e são responsáveis pelo som grave!

 

Você já sabia tudo isso das Gaitas de Fole? Comente!